Bendita palavra é a segunda publicação da poeta carioca Maria Rezende, e foi lançado em 2008 pela Editora 7Letras.

Ana Carolina, cantora e compositora, escreve na orelha do livro:

"Maria é a palavra, escreve palavra, fala palavra. Não satisfeita, tatuou a palavra em seu corpo para que os desavisados pudessem ler a legenda, e avisa: “um dia das crianças vão deitar sobre o meu corpo pra aprender a soletrar". Me viciei na poesia da moça tatuada. Maria conjuga simplicidade com potência metafórica (“escrever é grafitar com o dedo um muro sem argamassa”), e sua poesia vai além das palavras. Ela tenta o indizível como quem se recusa a aceitar limites, seus versos querem romper o papel: “As noites que têm gemidos também têm dentro outros gritos”. Devorando sua escrita, sinto a força do silêncio que precede suas palavras. Enquanto isso Maria deve estar quieta escrevendo, seu “modo particular de se exibir e se esconder”.

 

 

Bendita Palavra

R$30,00
Bendita Palavra R$30,00

Bendita palavra é a segunda publicação da poeta carioca Maria Rezende, e foi lançado em 2008 pela Editora 7Letras.

Ana Carolina, cantora e compositora, escreve na orelha do livro:

"Maria é a palavra, escreve palavra, fala palavra. Não satisfeita, tatuou a palavra em seu corpo para que os desavisados pudessem ler a legenda, e avisa: “um dia das crianças vão deitar sobre o meu corpo pra aprender a soletrar". Me viciei na poesia da moça tatuada. Maria conjuga simplicidade com potência metafórica (“escrever é grafitar com o dedo um muro sem argamassa”), e sua poesia vai além das palavras. Ela tenta o indizível como quem se recusa a aceitar limites, seus versos querem romper o papel: “As noites que têm gemidos também têm dentro outros gritos”. Devorando sua escrita, sinto a força do silêncio que precede suas palavras. Enquanto isso Maria deve estar quieta escrevendo, seu “modo particular de se exibir e se esconder”.